segunda-feira, 29 de julho de 2013

Eu te conheço ?

às 7/29/2013 02:29:00 PM
Reações: 
0 comentários


Era sábado (18/09) , na casa da Anna ia rolar uma super festa, os pais dela estavam viajando! ou seja .. adolescentes + bebidas = farra total.


Eu não sei, não tava muito avinde ir nessa festa, Anna me disse que Jason ia tá lá, ex-namorado são sempre um saco, sempre ficam no seu pé, mesmo você dizendo

um milhão de vezes que não quer mais nada. E eu tava afim de conhecer gente nova, alguém legal, que não quisesse só ficar, que tivesse aquele charme de me envolver,

de me fazer suspirar e me deixar com gostinho de quero mais!








Chegamos na festa e a primeira pessoa que eu me deparei, foi com o mala do meu ex. Espelho em casa ele não tem né? Ele não te noção do senso do ridículo.

Mais virei a cara e fui rumo a piscina, sentei na borda e coloquei meus pés para dentro, as meninas tinham saido pra pegar algo pra beber e eu fiquei lá sozinha,

foi até bom. Foi quando de repende eu ouvi um gritaria e quando olhei pro lado, um garoto veio na minha direção e caiu por cima de mim, aquilo foi horrivel, quando percebi, já tava

no fundo da piscina e só vi também que estava sendo puxada pela mão!








Não tinha noção de quem era, tudo começou a ficar bem lento, até que eu apaguei.

Não sei quanto tempo fiquei desacordada, mais quando acordei, tinha muita gente na minha volta, me olhando com cara de preocupação. Vi também um menino que eu

nunca vi na vida, mais pelo que dava pra analisar, ele era bem gato. Tinha um sorriso perfeito, e o cabelo CASTANHO e bem lisinho e bagunçado ele é um

sedutor, a imagem daquele garoto realmente me surpreendeu, cheguei até a pensar se eu tava delirando. Foi quando ouvi:








XXX: Oi? você tá bem? Ei, menina acorda ... " to com muito medo de ter machucado ela,Anna" --ele disse num tom mais baixo.--


Você: Ahhhh, acho que to bem, minha cabeça doe muito, o que houve?


XXX:Olha me desculpa viu, me desculpa de verdade eu não queria te derrubar na piscina, foi tudo culpa desse garoto idiota ai.


Você: Que menino idiota? -- foi quando olhei pro lado e vi a cara do imbecil do Jason--


Me levantei na hora e gritei.


Você: Sempre você né Jason? porque você não me erra heim? porque não finge que eu morri? Em?


Jason: Mais, mais, esse menino ai tava te chamando de gostosa lá dentro, tava te secando na piscina e se gabando pros amigos dele lá dentro, que você seria a próxima que ele

pegaria essa noite, eu não ia deixar ele te desrespeitar assim, não mesmo!


XXX:Olha aqui menina, eu nem te conheço, nem conheço esse garota ai que tá disendo essas coisas absurdas de mim, eu não falei nada disso de você ok? Só disse que

você é muito linda pra tá sozinha na piscina, sem a companhia de um garoto que realmente mereça, e esse seu amigo, namorado, sei lá, veio pra cima de mim querendo

confusão e eu corri e acabei esbarrando em você. Não acredite no que ele diz por favor!


Você:Jason some, eu te conheço muito bem, isso é muito seu tipo.Sai daqui vai!!!


Junto com Jason, todos foram lá pra dentro e só restou eu e esse garoto que eu nunca vi.


Você: Mais menino, como você chama mesmo?


XXX: Louis, pra não ser mais formal. Você tá bem molhada né? precisa de ajuda?


Imediatamente ele tirou sua camisa, sem ao menos eu dizer que tava precisando de ajuda. Tirou e eu vi, que lindo tanquinho que ele tinha meu Deus, ele era bem

moreninho, eu adorava meninos de pele bem morena, e aparentemente bem macia, aquele menino parecia um bebê, ele era lindo, fofo e bem quente, tudo isso junto?

era tudo que eu precisava.


Você: É,é, Louis, acho que não precisa, de, de ..


Louis: Shiiiiiii. --ele colocou seu dedo indicador na minha boca, me pedindo silêncio-- Olha, só quero te ajudar ok?


Você: OK! --eu disse. --


Ele pegou sua blusa e começou a me secar,secou meu rosto, depois foi seguindo meu pescoço e foi desdendo, e desdendo cada vez mais, quando ele chegou na região dos meus seios, ele chegou mais perto e sussurrou no meu ouvido.


Louis: Você é tãoooo........-parou para respirar-- Você não sabe o que eu to louco pra fazer, seria bom se você deixasse eu demostrar.


Você : Hahaha, eu acho que sei, e também to louca pra que você faça isso logo!


Mal acabei de falar e ele já tinha me puxado mais pra perto dele e me beijando! Foi um beijo diferente, eu senti algo mais naque ele beijo.

Louis mal acabou de me beijar e já saiu me puxando pro lado de trás da casa de Anna, era um pouco escuro lá, não tinha perigo de ninguém ver a gente, pois todos

estavam lá dentro curtindo a festa. Lá atrás Louis e eu nos sentamos ao lado de uma arvore e batemos um papo legal sobre e vida dele e sobre a minha! Mais, ele

até hoje foi o único menino que se mostrou realmente se interessar por mim. Me beijou de novo, e foi deitando-se por cima de mim. Tava ficando quente demais aquilo,

e resolvi me entregar logo, não tinha nada a perder mesmo, já tinha perdido tudo com o imbecil do Jason, coisa que comecei a me arrepender nesse certo momento.

Louis começou tirando minha camiseta, desabotoou botão por botão, e depois subiu um pouco da minha blusa coladinha que eu tava por baixo, ele fez tudo isso, me

beijando, era incrível o folego do garoto. Ele já estava sem camiseta, então só me restava tirar sua bermuda; quando tirei, caiu uma camisinha do seu bolso.


Você: Ainda bem que Você é prevenido heim, por que se tu não desse nenhum sinal que fosse, eu juro que te deixaria no vacu sem dó!


Louis: Hahaha, sou prevenido sim, ai esta a prova. (rimos juntos)


Louis tirou meu short, que era bem curto por sinal e subiu um pouco mais em cima de mim. Sentir se volume, me deixou muito excitada! Logo em seguida ele tirou

a minha calcinha, e sua cueca, muito apressadinho, ele tava me causando uma enorme sensação, era loucura aquilo, mais eu me entreguei de corpo e alma.

Quando vi, ele estava quase me penetrando e já estava com a camisinha pronta pra ser usada. Mais eu o coloquei encostado na árvore e assumi o controle,

ficamos tão perto, nossos corpos suavam, Louis e eu davam baixos gemidos entre beijos e mordidas e leves chupões, até ele me satisfazer eu satisfaze-lo.

Deitamos na grama e ficamos ali conversando e rindo, eu realmente precisava de uma noite dessas pra me recompor.



===============================================================================================================================================================================


oiiiiii como estão?


espero que goste desse!


Não ta tão, tão,tão HOT.




mais foi o que saiu hoje.


Comentem...


bjos.


NATHY :)

sexta-feira, 19 de julho de 2013

No mar

às 7/19/2013 01:09:00 PM
Reações: 
0 comentários

                             
                                           No mar parte 2 





Harry: Aaaaaaah , como você consegue me deixar assim hein minha gostosa?

Você: Eu apenas retribuo o meu amor, eu te amo muito você é a minha vida.

Continuei com o que eu estava fazendo, cheguei até em sua cueca olhei pro Harry maliciosamente passei a mão por cima na cueca e comecei a apertar enquanto eu apertava eu mordia meus lábios e ele já sabia o que eu gostaria de fazer naquele momento... Puxei sua cueca seu pênis estava com uma aparência deliciosa, me deixou com mais tesão eu suei e peguei em seu pênis coloquei em minha boca e chupava, chupava e deixava ele louco, peguei em suas bolas e apertava de leve... sinceramente seu pênis estava uma delicia que eu não queria parar de fazer aquilo, lambia e fazia vai e vem com seu pênis, estava uma loucura. Peguei o pênis dele pressionei entre meus peitos e fazia o movimento de penetração e gemia e me deixava louca de tesão aquela cabecinha do pênis dele... parei de fazer aquilo, então subi em cima de suas pernas e esfregava minha buc... na perna dele, minha buc... tava molhadinha e deixei a perna dele molhada... virei meu corpo e deixei minha buc... perto de sua cabeça, enquanto eu chupava seu pênis ele chupava minha buc... Estava sendo ótima aquela noite, era uma noite mágica com o meu amor, um sexo com amor era tudo que eu precisava. Então, deitei na areia e ele deitou em cima de mim, colocou a camisinha de morando e abriu minhas pernas e esfregou aquele pênis na minha buc..., me deu um calafrio, um tesão que a minha vontade era comer o pênis dele todo e não deixar nada... ele foi enfiando a cabecinha, enfiava e tirava a cabecinha, me deixando louca... então eu gemia:

Você: Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaain , enfia esse pau gostoso na minha bucetinha, vai , vai vai, aaaaaaaaaaaaaaaaw...

Passei a mão na minha buc... massageando e passava a mão também, olhou pra mim chupou seus lábios e enfiou, enfiou tudo.. me deixou louca socava, socava, socava, e me matava de prazer então diminuiu a pressão, e foi bem devagarzinho entocava romanticamente, e sussurrava:

Harry: te amo, te amo, te amo...

E eu correspondia:

Você: Te amo também meu gostoso, do p.. mais delicia :9 .

Ele riu e deitou na areia, eu subi em cima dele, peguei um bala que estava em minha bolsa, coloquei na boca dele e enquanto nos beijávamos nós trocávamos a bala, chupei sua língua e ele disse:

Harry: Nossa, você é tão selvagem... deixa só você, vou chupar sua língua também, a língua da sua buc... gostosa...

E ri, e falei:

Você: Chupa então, vai....

Trocamos de posição novamente e ele realmente começou a fazer o que havia dito, chupava a linguinha da minha buc... me dava tesão, chupou toda a minha buc... e penetrava o dedo, ele veio até em cima de mim e viramos, fiquei em cima dele. Comecei então a provocá-lo, abri as pernas em cima de seu pau e eu ameaçava entocar, cheguei bem perto da cabecinha do pau dele e eu colocava devagarzinho a cabecinha e tirava, deixei ele todo suado de tesão, e ele disse:


Harry: Vai meu amor, mostra que você é bem mais gostosa, minha gostosa...

Olhei pra ele e comecei então, subia e descia, entocava com força e ele gemia bem gostoso, eu não poderia negar que eu estava querendo dar um grito de tesão, mas eu me contive... virei de lado e ele estava atrás de mim ele entocava com força e ficava com a mão na minha buc...

Resolvi relar de leve em seu pênis pra sentir as entocadas gostosas, deliciosas e prazerosas... entocava com força e de leve também... estávamos com muito prazer e então gozamos, mas quando ele percebeu que eu iria gozar ele abriu minhas pernas e lambeu tudo...

Ele tirou a camisinha e chupei o pau dele bem gostoso...

Nos beijamos, fogosamente ele pegou em meus peitos e chupou, olhou pra mim e disse:

Harry: Você sabe, você é uma gostosa, uma delicia eu quero você todos os dias, te amo, te amo...

E gritou bem alto:

Harry:Te amo.

Eu olhei pra ele e disse:

Você: Eu sei, você é meu gostoso, o mais delicia, você é a minha vida, eu quero você até no céu, te amo meu amor.

Entramos no mar pelados mesmo, ele me encostou e senti seu pênis ereto novamente eu ele entocou e me pegou no colo, pegou na minha bunda e entocava loucamente, socava e gemia no meu ouvido, me arrepiei e eu estava louca de tesão e disse;

Você: Aii , ai ai soca ...

E ele disse:

Harry: Estou socando minha gata, toma...

Eu gemi e beijei ele com toda a força e com a língua enlouquecida.

Saímos do mar, nos enxugamos, nos vestimos e nos beijamos ele pegou em minha buc... e eu em seu pênis, nos olhamos e rimos maliciosamente. Aquela noite foi perfeita, foi um sexo selvagem, louco e romântico. Nos beijamos novamente e não precisou de mais nada para perceber que aquela foi a melhor noite da minha vida, com o cara que eu amo e que me faz feliz.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

no mar

às 7/18/2013 06:02:00 PM
Reações: 
0 comentários
No mar parte 1


Era uma bela noite, inicio de verão quando Harry me ligou  para fazer um convite... Ir a sorveteria e caminhar na praia seria perfeito para aliviar um pouco o calor que estava fazendo. Então ás 7h ele passaria em minha casa para dar-me mais um noite maravilhosa, afinal todos os dias, todas as horas, todos os momentos são perfeitos ao lado do dele *-*


Tomei um banho, me arrumei o melhor possível, não exagerei na maquiagem pois eu sei que o Harry não gosta muito disso e que ele gostava de mim por eu ser o quem eu realmente sou, enfim, vesti uma roupa que o Harry havia me dado no dia dos namorados.




7h chegou, então Harry sempre pontual tocou a campainha:



Você: Oi meu amor – eu disse com um sorriso que por sinal ele acha lindo.


Harry:  Oi minha vida – ele disse, e em seguida me deu um beijo de língua muito bom por sinal que só ele sabia dar.

Em seguida, ele foi até o carro 



abriu a porta do lado do carona, entrei no carro, ele entrou também e fomos para a sorveteria.



Chegamos lá pedimos sorvete de Chocolate, o preferido do Harry... sentamos e tomamos nosso sorvete enquanto conversávamos. Conversa vai conversa vem, acabamos nosso sorvete, ele veio até meu lado e me deu um beijo geladinho e doce, um beijo inexplicável, sua língua percorria toda a minha boca de um jeito que me deixava louca de tesão, era um beijo que eu sabia quando Harry queria algo, quando ele me beijava desse jeito eu sabia que o que ele queria era sexo. Continuamos a nos beijar, conversamos, rimos, enfim, a hora se passou e já era tarde quando resolvemos caminhar na praia, corríamos como criança felizes. Então, corríamos quando eu cai no chão e ele veio em cima de mim, me olhou nos olhos com um brilho reluzente, e eu correspondia com um olhar atraente, olhei nos olhos dele e não aguentei a emoção, uma lágrima correu em meu rosto, não contive a emoção, e então ele disse:



Harry: Por que você está chorando meu amor? Não chore, eu te amo...

Você:  Eu choro de felicidade por que você é tudo pra mim e eu sou abençoada por ter você, eu te amo muito meu amor eu quero você pra sempre, eu quero você para o resto da minha vi...                                                                                             

Ele me beijou lentamente e não me deixou 

falar o resto, me calou com apenas um 

beijo...Continuou me beijando, beijava 

rápido e lento, foi aí que ele começou a 

me acariciar, colocou suas mãos dentro 

de minha blusa e pegava em meus seios, 

puxava massageava, aquilo me deixava 

com um tesão imenso, ele começou a 

descer a mão na minha barriga, desceu 

até minhas coxas, apertava e gemia de 

tesão, e eu correspondia com gemido, 

então ele passou sua mão para o lado e 

senti um prazer imenso... era a mão do 

Harry na minha buc... penetrava o dedo, 

minha buc... tava molhadinha facilitando 

com que ele penetrasse seu dedo.. ele 

desceu beijando meus peitos, minha 

barriga, lambia e chupava meus peitos, 

desceu e chegou até a minha buc... e 

chupou, lambeu fez de tudo com ela. 

Trocamos de posição, fiquei em cima 

dele, quando me dei conta eu já estava 

nua, completamente nua, subi em cima 

de seu corpo, tirei sua camisa enquanto o 

beijava fogosamente... desci então, 

passei a mão por cima da calça seu pênis 

já estava quase explodindo o zíper da 

calça, desabotoei a calça  e fui 

descendo... ele estava com uma cueca 

branca que me dava uma visão de seu 

pênis gostoso e grosso... subi novamente 

e desci com minha língua em seu corpo, 

ele gemia de tesão:


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii como estão,
Comentem...................

sábado, 13 de julho de 2013

A primeira vez.

às 7/13/2013 02:58:00 PM
Reações: 
0 comentários











A primeira vez.







Correria para o show, 4hrs da tarde todo mundo terminando de se arrumar. . .


Niall: E os preparativos para o show ta tudo certo?


Liam: Sim sim, fica tranquilo.


Harry: fica numa boa.


Zayn: vai dar tudo certo.


Niall: Alguém viu minha namorada?? (perguntou ele preocupado)


Você: SERVE ESSA?


Niall: é você mesma, onde você tava hen ? preciso de você!


Você: Tava ali conversando com sua mãe amor..


Niall: Anda vem, vou te mostrar uma coisa antes do show.(falou pegando meu braço, e saindo da li)


Você: Ué oque estamos fazendo aqui no..


Niall:Shii!

Nós começam a se beijar com selinhos.. e Niall olhou profundamente em meus olhos e falou:


Niall: Eu te amo mais que tudo, obrigado por estar aqui, por estar ao meu lado, você me completa, faz meu coração querer bater mais forte.



Você: Você ta falando isso só pra gente transar?!


Niall: no no no ! meu amor, eu to te falando, como já provei, que você pode se entregar sem medo pra mim, por que eu nunca jamais vou te magoar. Eu só quero seu bem, e quero que seja comigo.


Eu tinha entendido o recado, e deixei continuasse as caricias. Ele foi deslizando a mão sobre meu corpo, rapidamente desabotoando o meu sutiã , já estava muito exitado, ele a colocou sobre a mesa com cuidado, levantou o meu vestido , tocando em suas partes intimas, fazendo movimentos, e eu comecei a gemer.


sussurrando baixando em seu ouvido.


Você: aiii como isso é bom continua vai.


Niall deu aquele sorriso safado mordendo os lábios.


Então Niall colocou a boca nos meus seios e começou a chupa-los.


Você: meu a-amorrrr issooo vaaaa-aaaai (sussurra em seu ouvido)


Eu não aguentando mais, desce a mão e desabotoa a calça dele, tocando na sua parte intima, levando Niall a loucura. Eu comecei a movimentar a mão com velocidade pra cima e pra baixo.


Niall: aaahh-hh agora você me pego de jeito, vai delicia, continua meu amor (Niall falava baixinho em meu ouvido com a respiração ofegante)


parou por um instante.


Niall: oque foi amor? (pergunta preocupado)


Você: e se nos pegarem aqui? tipo estamos no camarim hello babe!


Niall: não meu docinho linguem vai nos pegar aqui, te prometo seremos bem rápidos. toma aqui abre a camisinha e põe. (Niall tira a camisinha do bolso e a entrega)


Você: ma...(tentei falar)


Niall me cala com beijos, e pede pra ser rápida enquanto ele esta exitado.
Niall: Vem amor senta aqui no meu colo (Niall me pega pelo braço e senta numa cadeira)


Eu abriu as pernas então encaixou.


Niall gemia de prazer, e eu tam bem.


Naill: ahh que delicia, vai minha linda, isso seenta, seenta! (falava ofegante)


Eu nao aguentava de tanto prazer, ele gemia, gemia.. com os dedos entre os meus cabelos.


Você: aaahn aaaahn meu gostoso, vaaai en-enfiaa! (sussurrava com a respiração tambem ofegante)


Então, ambos gozaram juntos, Niall terminou com beijinhos carinhosos..


você: Ah-h meu amor, você não sabe como eu to feliz, como eu me sentir amada, você é foi tão carinhoso, melhor do que eu esperava (desabafei olhando olhando profundamente nos olhos do Niall)


Niall: eu fiquei preocupado meu amor, eu poderia te machucar, mais foi tudo perfeito, você é minha princesa, e eu vou sempre te tratar assim. você me faz sentir o melhor homem do mundo. eu só retribuo! (falou ele alisando o meu rosto suado)


Você: Eu te amo!


Niall: eu tambem te amo.


os dois sorrindo se arrumam rapidamente


Você: Essa foi a primeira de muitas. (falei satisfeita)


Niall sem palavras agradeceu com um beijo, e saímos do camarim.


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


quinta-feira, 11 de julho de 2013

Na escola

às 7/11/2013 05:00:00 PM
Reações: 
0 comentários





chamei, mas ele não me respondeu.



– O que você está fazendo?



– Shh… – ele sussurrou subindo o dedo indicador até a minha boca, e o repousando ali suavemente. Eu olhava para seus olhos, mas estes não respondiam. Ele encarava minha boca, de um modo meio tentador e meio excitante.



– Não fale – ele comentou.



Eu obedeci, é claro. O garoto poderia me pedir para arrancar a roupa inteira ali e me agarra com ele que eu responderia como se fosse um instinto do qual eu não poderia dizer não.

Ele desceu o dedo roçando levemente no meu lábio inferior e então o deixou descer pelo meu pescoço indo para meus ombros. O que ele estava fazendo?

– Sempre gostei de você, sabe ? – ele falou – Você é meiga e é uma menina incrível. Eu preciso de você… eu quero você...



Eu percebi que a minha respiração começou a aumentar de velocidade e logo eu também não encarava mais seus olhos, assim como eu observava seu peito e como sua respiração mudara também. Eu movi meus olhos para sua boca a tempo de ver ele molhá-los com a língua e então morder devagar. Eu meio que dei um suspiro e ele continuou.

Ele enlaçou o dedo na alcinha fina da minha blusa e a baixou e então, levou sua cabeça ao meu ombro/pescoço, aonde começou a depositar beijos. Eu reagi por impulso e levei minhas mãos pro seu cabelo e comecei a fazer carinho na nuca, e eu sentia sua pele embaixo dos meus dedos se arrepiarem.

Ele deu um chupão no meu pescoço e naquele momento nem me importei com o fato de que aquilo poderia ficar roxo, eu simplesmente o segurei e o trouxe ainda mais pra perto, de modo que o fiz colar seu corpo ao meu. Ele gemeu e então subiu os beijos dos meus ombros pela minha clavícula, então pescoço e roçou seus lábios levemente em minha bochecha antes de chegar aos meus.

Nunca imaginei que eu iria beijar Niall Horan no banheiro da escola, mas eu não poderia desejar por um beijo melhor. Ele era delicado, mas atacava com uma vontade de alguém que transmitia a mensagem: “Eu sou seu. E você é minha. Isso agora, hoje e sempre”.

Ele mordeu meu lábio inferior e o puxou pra ele, o soltando depois e então sorrindo.

Ele deixou suas mãos subirem até a minha cintura e ele me apertou sobre seus dedos, e então, quando foi deixar sua mão subir um pouco mais, ele ‘escapou’ por debaixo da blusa. Por onde sua pele tocava a minha, eu me sentia tremer. Ele subiu as mãos até alcançar meus seios, aonde às manteve. A única coisa ruim era que agora minha blusa estava praticamente fora de mim, né? Espera… isso era ruim?

Eu levantei os braços e arranquei pela cabeça então, quando os abaixei de novo, abracei o pescoço dele e me icei pra cima, para que encaixasse melhor em seu beijo.

Ele gostou disso, e então tirou suas mãos de mim e se afastou levemente, só para tirar a sua blusa. Eu provavelmente ficaria com vergonha de estar só de sutiã na frente de um garoto qualquer. Mas ele não era um garoto qualquer. Ele era o Niall. Assim que sua blusa se encontrava no chão como a minha, ele voltou a colar seu corpo no meu. A sua pele quente dava uma sensação incrível contra a minha. Eu passei meus dedos pelos cabelos de Niall e ele gemeu logo antes de me pressionar bem forte contra ele e então andar pra frente, me levando de costas até encostar com as costas na parede fria. Mordi o lábio com a diferença de temperatura entre o que estava atrás de mim e o que estava na minha frente.

Niall começou a descer os beijos para meu queixo, então meu pescoço até chegar perto dos meus seios, aonde levou novamente a mão para eles e desceu ainda mais os beijos, passando entre eles e descendo pra minha barriga, até o meu ventre. Eu senti meu corpo arrepiar, e não era por causa da parede gelada. Ele desceu as mãos as deixando passear por mim antes de chegar à beira da minha calça.



– Niall… – falei.



Ele fingiu não me ouvir e desabotoou os botões e começou a abaixar minha calça, revezando entre dar beijos na minha perna, ou mordê-la. Eu deixei minha mão em seu cabelo e então ele começou a brincar de ameaçar a abaixar a minha calcinha.



– Niall… – falei de novo. Da primeira vez, falei como um aviso, querendo preveni-lo do que ele estava prestes a fazer. Agora, fora mais para um apelo. Um apelo pra que ele continuasse. Felizmente, ele entendeu, e com um sorriso começou a abaixar a minha calcinha, e logo, eu só estava de sutiã (Como eu não sabia, estava a minutos de arrancá-lo eu mesma e jogá-lo longe, mas achei que Niall iria gostar de ter esse prazer de tirá-lo, então deixei quieto).

Ele levou uma mão para a minha perna e a puxou de lado, me fazendo meio que de certa forma deixar a perna aberta. Eu franzi as sobrancelhas e olhei pra baixo, imaginando o que ele faria a seguir, mas eu fui pega de surpresa quando ele levou a boca pra minha intimidade. Eu ofeguei em surpresa. A sensação era tão boa que eu incontrolavelmente joguei a cabeça pra trás e deixei que ele fizesse o que ele quisesse. Ele me provocou durante alguns minutos, e quando eu comecei a me mexer, e ele percebeu que estava bom o bastante pra me fazer chegar lá antes da hora, ele parou e subiu a boca roçando pela minha pele até encontrar a minha boca novamente. Antes que eu percebesse, eu estava levando as minhas mãos para a barra da sua calça, que eu agradeci por ser larga, ou seja, não deu dificuldade pra empurrá-la pra baixo e fazê-la cair sem esforço algum. Niall olhou pra baixo e depois rindo olhou pra mim.



– Você tem prática.



– E você mente – comentei pensando sobre o quanto eu estava tremendo. Ele riu e rolou os olhos antes de voltar a me beijar, e então, meio desastradamente com os pés, ele arrancou a calça dos tornozelos e a jogou longe. Eu ri de sua atitude súbita e ele voltou pra me beijar sorrindo. Eu levei as mãos pros seus ombros enquanto ele ia com as dele lentamente para as minhas costas e desabotoava o meu sutiã. Quando eu resolvi descer as mãos até sua cintura, cheguei ao cox, e não encontrei nada. Uma parte de mim gelou. Ele estava sem nada. Porra, Niall Horan estava me encochando na parede sem usar uma peça de roupa sequer!

Eu tremi levemente e então Niall me abraçou pela cintura e me sentou em cima da pia, que era meio que em forma retangular. Ignorei o fato de o azulejo ser gelado, e simplesmente tentava entender o que ele faria a seguir e como faria. Ele passou as mãos pelas minhas pernas até que resolveu enlaçá-las em sua cintura e então, com as mãos no meu quadril, ele me moveu devagar, fazendo com que eu me encostasse nele e logo ele estava dentro de mim. Eu praguejei em voz alta e então apoiei a cabeça em seu ombro. Ele esperou por um instante, para ver se eu estava bem, mas demorou demais. Ele queria saber se eu estava machucada ou algo do tipo, e realmente estava. Aquilo doía. Mas ao mesmo tempo em que doía, era bom pra caramba e eu queria mais. Eu mesma movi meus quadris contra ele, meio que rebolando. Ele gemeu baixinho e voltou a me abraçar, então, como ele tinha entendido o recado, voltou a fazer sozinho.

Ao passar do tempo, a dor sumiu e conforme isso ia acontecendo aos poucos, ele segurava minha mão, e ia fazendo um tour pelo seu próprio corpo, com a minha mão embaixo, me fazendo experimentar cada pequeno pedaço que eu só havia tocado em meus sonhos. Ele passou minha mão por seu quadril, seu abdome, seu peito e até mesmo seu rosto. Eu resolvi fazer a mesma coisa, e com essa mesma mão, eu trouxe a dele para o meu corpo, aonde levei para minha cintura, e então a subi para os meus seios. Eu o deixei brincar comigo da mesma maneira que ele estava me deixando brincar com ele.

Ele desceu sua boca para meus seios e passou a língua devagar. Eu já tinha ouvido falar disso, mas nunca imaginara que fosse assim. A sensação era indescritível e eu queria mais. Eu o puxei pelo cabelo pra mais perto.

– Mais… – pedi.

Eu o senti sorrir contra minha pele, e então ele aumentou a velocidade. Suas mãos tremiam agora enquanto passeavam pelo meu corpo, mas não era de medo, ou qualquer outra coisa do gênero. Suas mãos tremiam pela mais pura adrenalina e pela sensação. Ele tremia da mesma maneira que eu podia sentir minhas pernas tendo leves contrações de vez em quando.

Finalmente, quando eu pude sentir que estava quase lá, eu inclinei a cabeça pra trás e Niall levou sua boca ao meu pescoço, me depositando beijos enquanto eu me contorcia em seus braços como se eu pudesse derreter. Talvez pudesse. Sentia como se pudesse. Ele olhou pra mim e eu notei que sua respiração, assim como a minha, estava fora de controle e que seu cabelo estava colado por causa do suor. Eu sorri pra ele e ele saiu de mim com um sorriso mas então, ele puxou meu rosto em suas mãos de uma maneira delicada e me deu um beijo na boca. Diferentemente dos seus outros beijos, esse fora apaixonante. Esse fora o beijo com o qual eu sonhara, mas me deixe admitir, a transa fora mais do que eu esperara, melhor do que eu imaginara e tudo que eu secretamente desejava.

Ele correu e pegou as peças de roupas pelo banheiro e então me entregou.

– Não queremos que nenhum inspetor nos pegue aqui, né?

– Quanto tempo passou? – perguntei a ele, e então ele perdeu o sorriso e deixou o olhar vago enquanto contava baixinho, só mexendo os lábios.

– Droga – ele percebeu. É, imaginei que havia se passado um bom tempo. Dei de ombros e dei a mão a ele.

– Quer matar o restante das aulas?

Ele olhou curioso pra mim.

– Isso depende – ele perguntou – como iremos matar essas aulas?

Eu sorri maliciosamente.

– Minha mãe está trabalhando e meu quarto tem uma cama de casal.

– Quanto tempo sua mãe demora?

– Ela chega a noite.

– Consegue pular o muro da escola?

– Vou conseguir.

– Quer fazer sexo comigo de novo?

– Só se você for mais romântico – brinquei.

– Quer fazer sexo comigo de novo ouvindo Ed Sheeran a luz de velas?

– Agora você está falando a minha língua, Horan.

– Vou te mostrar outra função para sua língua…

E com isso, ele me puxou pra fora do banheiro, em direção ao muro da escola, em direção a minha casa.

==============================================================================================================================================================================================================================================================================

oi, comentem...

quarta-feira, 10 de julho de 2013

aviso

às 7/10/2013 01:17:00 PM
Reações: 
3 comentários
oiiiiiiii gente então deu enpate entre o IGOR e o GUI,  

Igor Von Adamovich
  9 (42%)
 
Michael Band
  2 (9%)
 
Guilherme Santos
  9 (42%)
 
Jonathan Couto
  1 (4%)
 


Agora e só comentar que eu começarei a posta na segunda feira ate la vai ter mini imagine ...

terça-feira, 9 de julho de 2013

Jonathan Couto - Dance for me -capitulo 19

às 7/09/2013 02:15:00 PM
Reações: 
2 comentários


~~Jonathan on  ~~
Igor me contou que está namorando com a Doce e que eles pensam em assumir logo pra mídia.Nós ensaiamos bastante e o dia passou muito rápido.

Igor: Você vai pra casa agora Jonathan ?
Jonathan : Sim... Tô MUITO cansado!
Eu fui pra minha casa, tomei um banho demorado e fui dormir.

~~ (S/N) on~~
Eu acordei com os passarinhos cantando na minha janela.Eu me espreguicei, levantei, tomei café, tomei um banho demorado e coloquei um vestido leve.
Você: Ai que complicado tomar banho com o pé pra fora da banheira... *reclamei*
Eu liguei pra Dolce e ela me contou as novidades, e também disse que o Festival era ás 18hrs.Eu disse que eu iria para vê-la cantar e também ver o meu Jon !

~~ Jonathan  on  ~~
Nós ensaiamos novamente, várias vezes, treinamos a voz, tomamos banho, nos trocamos... E foi tudo uma correria! Enquanto ajeitavam o meu cabelo, eu recebi um sms da ( seu nome)
“Vou estar presente no Festival, por isso faça bonito e não me decepcione Jon Haha ~~ ^^Te amo. Xx’ Sophie”

Eu lhe respondi:

“Vou fazer o melhor! Te amo meu amor. XX 
Terminamos de nos ajeitar e fomos pro camarim... Esperamos uma meia-hora e entramos em palco.Cantamos varias musicas..O show foi realmente incrível. Depois do show, nós voltamos pro camarim e recebemos elogios de todos... E eu recebi um sms.

“Que perfeito :o Não sabia que você cantava assim! Tô com saudades. Xx’”

Guilherme : Hmmm... SMS da (seu nome) né?

Jonathan: Pois é...

Guilherme : Por que você não pede ela em namoro logo?

~~ Sophie on ~~
Eu fui pra casa e sentei na cama.
Logo ouvi a campainha tocar.

Você: Quem pode ser agora?

Eu abri a porta e oJon  estava com um buquê de flores, algumas fotos nossas de infância e ele cantava


Ele entrou e quando ele terminou de cantar ele sorriu e se ajoelhou na minha frente, deixando o buquê em cima da cama.

Jonathan : Tudo o que eu vivi contigo, não tem como explicar... Foram momentos inesquecíveis... Desde a nossa infância, desde quando eu fui embora, quando eu prometi voltar... Eu te amo.  quer ser minha namorada?
Jonathan abriu uma caixinha com duas alianças.
você: E precisa de resposta?
Eu sorri e me abaixei na sua frente, beijando-o.
Ele então colocou a aliança no meu dedo e eu fiz o mesmo no seu.
Jonathan : Agora você é minha, só minha, como sempre foi... E eu vou te proteger e te amar pra sempre!
Você: pra sempre é? *sorri*
Jonathan : Sim... Pra sempre, a minha garota, a minha menina, a minha namorada, a minha mulher...






FIM. 




segunda-feira, 8 de julho de 2013

Jonathan Couto - Dance for me -capitulo 18

às 7/08/2013 01:33:00 PM
Reações: 
0 comentários



Jonathan parou o beijo com um selinho demorado.

Jonathan: Você fala muito hein! *sorriu*

Eu não disse nada, apenas sorri.
Ligamos a TV e ele foi fazer pipoca e trouxe os refrigerantes. Ficamos assistindo um filme qualquer.

Jonathan: Essefilme é muito meloso cara...

Você: Eu gosto! *biquinho*

Jonathan: Eu t-também gosto... *sorriu envergonhado*

você: Bobo. ^^

    Jonathan: A gente vai ficar vendo filme todo o dia?

você: Tem algo mais interessante pra se fazer com o tornozelo todo ferrado? :/

Jonathan ficou pensativo por um momento.

Jonathan: Tem!

Você: O que? *curiosa*

Jonathan: Você... Eu... Minha boca... Sua boca...

você: *ri* Eu quero somente a sua amizade, você sabe...

Jonathan: Nessa altura do campeonato você vem dizer que só quer amizade entre nós? Você sabe que nós não somos somente amigos...

Ele se aproximou de mim e deixou nossos rostos MUITO próximos.

Você: Para ... *disse fraca, afinal, eu queria aquilo*

Jonathan: Por que tá fazendo isso, se você quer? *sussurrou no meu ouvido*

Você: E-Eu n-n-não quero, eu n-não te quero desse j-jeito... *gaguejei. Droga!*


Jonathan: Então fala olhando nos meus olhos que você não me quer desse jeito, fala... *calmo*

Ele então me olhou nos olhos e eu fiquei desviando o olhar.

Jonathan: Ei, olha nos meus olhos... *puxou meu queixo delicadamente, me fazendo olhá-lo*

Você: E-Eu... *respirei fundo* Eu te quero  , eu... Eu simplesmente te quero!

Eu não aguentei aquela pressão toda e acabei falando a verdade mesmo.Então eu me aproximei dele e segurei sua nuca.

Jonathan: Falei que você me queria! *sorriu e mordeu o lábio*

Eu apenas sorri e o beijei, o beijo foi demorado, lento, quente e apaixonado.É incrível como nossas línguas ficam em perfeita harmonia. 


Continua...

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Jonathan Couto - Dance for me -capitulo 17

às 7/05/2013 04:41:00 PM
Reações: 
2 comentários
      



~~ você on  ~~
Doce : Você quer que eu fique aqui com você?

você: Não ... Eu estou bem! *menti*

Doce: Ok, então eu vou indo!

você: DOCE *a chamei*

Doce: O que foi?

você: Não conta nada pro Jonathan, tá bom? Eu não quero atrapalhar os ensaios dele e nem preocupá-lo tá?

Doce: ok...

você: promete?

Doce: Prometo! *saiu*

Eu sabia que Doce não iria ficar quieta!
Logo eu ouço a campainha e com um pouco de dificuldade eu vou atender a porta.

Jonathan: Por que está se esforçando? U_U *disse assim que eu abri a porta*

Você: Queria que eu abrisse a porta por telepatia? ¬¬ Mas... O que você tá fazendo aqui? Como soube? *curiosa*

Jonathan:Doce. *riu*

Ele entrou e eu fechei a porta.

Jonathan: Você estava em casa sozinha, sem nem se quer conseguir andar? *assustado*

Você: Nee...

Jonathan: Isso não tá certo! *me pegou no colo*

você: o que você tá fazendo, seu louco?

Jonathan: É pra você não se esforçar, sabia?

Jonathan me levou até o meu quarto e me deitou na cama.

Você:  Você não tem que ensaiar pro grande festival? *preocupada*

Jonathan: Tudo bem se eu faltar um dia...

Você: É isso que não tá certo Jonathan! Você faltando ensaios da sua banda, com o festival  che... *ele me interrompe com um beijo*
Um beijo que foi quente, demorado e muito, muito bom.


Continua.......
Cometem.....
 

Imagine P9 Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos